Cão desaparecido: O que você deve fazer se o seu pet fugir

Procurar um cão desaparecido é uma tarefa angustiante, que deve ser feita com calma e rapidez

A perda de um animal de estimação é algo terrível para qualquer tutor. Infelizmente, isso é algo comum, já que vemos muitas histórias sobre fugas de cachorros. Ao procurar pelo cão desaparecido, o dono deve, apesar de todo o sofrimento pelo fato, manter a calma e tentar agir racionalmente, porém, sem esquecer a rapidez.

A primeira coisa que você deve fazer é checar realmente se ele não está em casa. Procure por todos os cômodos e eventuais lugares onde o cachorro possa estar escondido. Depois de certificar-se que o pet realmente escapou, inicie a procura pelo cão desaparecido nas ruas próximas de sua casa e nos locais onde você leva o animal para passear. Esse processo é fundamental e deve ser feito com agilidade. As primeiras 12 horas são consideradas essenciais para a localização do patudo.

Baixe agora o novo e-book “8 Maneiras de Ajudar Cães Abandonados”

Ao rodar pelas ruas em busca do cachorro, busque fazer esse trajeto de carro. Os animais de estimação podem percorrer longas distâncias mesmo em pouco tempo. Ao procurar o cão desaparecido, não deixe de chamar pelo nome do cão e, se possível, leve o alimento favorito dele junto. O cheiro pode ajudar a atrair o peludo. Durante esse processo, é importante você levar também uma foto atual do cachorro para mostrar para as pessoas.

Enquanto isso, peça para algum familiar ou amigo fazer uma postagem nas redes sociais alertando sobre o desaparecimento do cão. O dinamismo dessas plataformas digitais é um importante aliado na busca pelo cão desaparecido. Não deixe também de avisar as autoridades sobre a fuga de seu cachorro. Outra coisa importante é procurar o seu patudo nas clínicas veterinárias e nas ONGs que abrigam cães abandonados. Geralmente, muitas pessoas levam os cachorros para esses lugares quando os encontram.

Vale ressaltar que um bom tutor deve ser precavida. Dessa forma, deixe o seu cachorro com coleira, mesmo em casa. Esse item deve conter uma placa com o nome do animal, o nome do dono e os seus dados (telefone e endereço). Além disso, fique atento à estrutura de sua casa, verificando se há locais por onde o patudo pode fugir.

 

Comente com Facebook